ONU: 86 milhões de mulheres devem sofrer mutilação genital até 2030

Ao todo, segundo as Nações Unidas, 129 milhões sofrem com as consequências da retirada do clitóris e lábios vaginais

No mundo, 129 milhões de mulheres não sentem prazer durante a relação sexual, sofrem com intensas dores e têm dificuldades para manterem os órgãos genitais limpos. Um número que impressiona e que, caso as tendências atuais persistam, pode aumentar em 86 milhões até 2030, segundo alerta da ONU (Organização das Nações Unidas) nesta quinta-feira (06/02), Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina.

Comunidade em Uganda que abandonou a mutilação genital feminina. Prática é comum na África e no Oriente Médio

Continuar lendo

Israel mantém 2.000 refugiados africanos em cadeia no deserto

Imigrantes sem papeis não têm direitos reconhecidos por governo isralense; temperatura em Saharonim chega a 40 graus

Presos ficam em barracas e mulheres não recebem visitas médicas em Saharonim

Na prisão de Saharonim, que fica no deserto do Negev, no sul de Israel, se encontram homens, mulheres e crianças do Sudão e da Eritreia, que tentaram entrar no país a pé, através da península egípcia do Sinai.

Continuar lendo

Número de refugiados e deslocados no mundo supera 45 milhões, diz ONU

De acordo com relatório das Nações Unidas, uma pessoa se torna refugiada a cada quatro segundos no mundo

O número de refugiados e deslocados no mundo bate recorde em quase vinte anos e alcança uma cifra de 45,2 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas, que alerta para a crise na Síria como um dos principais fatores de deslocamento global.

Segundo o Relatório Tendências Globais 2012, divulgado nesta quarta-feira, (19/06), de 2011 para 2012, 2,6 milhões de novos refugiados e deslocados se somaram aos já existentes 42,5 milhões (2011). Dos quais, 28,8 milhões de pessoas foram forçadas a fugir dentro das fronteiras de seus próprios países e 15,4 milhões obtiveram o status de refugiado em outros países.

Continuar lendo

Maioria dos acusados por Tribunal Penal Internacional continua à solta

Há 13 mandados pendentes, mas TPI depende de países para prender indiciados; procurados ocupam cargos públicos

Criado em 2002 por meio do Estatuto de Roma e estabelecido em Haia, na Holanda, o TPI (Tribunal Penal Internacional) já indiciou 25 pessoas até hoje. Dessas, 13 são oficialmente fugitivas. Diferentemente do que a palavra sugere, porém, elas não estão se escondendo ou fugindo das autoridades. Algumas inclusive ocupam altos e visíveis cargos nos governos de seus países. É o caso do atual presidente do Sudão, Omar Hassan Ahmad al-Bashir, e de seu ministro da Defesa, Abdel Rahim Hussein.

Continuar lendo

A verdadeira batalha pelo Islã

Esqueça ideia de um mundo árabe dividido entre terroristas e pró-ocidentais. Disputa real opõe islâmicos reformistas a arquiconservadores e dogmáticos

Por Ahmed Daak e Harry Verhoeven, da Al-Jazeera

Das eleições no Egito pós-Mubarak [1] aos debates na Tunísia sobre liberdade de imprensa [2]: está em curso uma batalha pela alma política do mundo islâmico. Mas, diferente do que se previa nos dias da Guerra Global ao Terror [Global War on Terror (GWOT)], as visões em confronto não são o terrorismo jihadi e o secularismo à moda ocidental. Continuar lendo

Número de refugiados bateu recorde em 2011, revela ONU

Segundo agência da ONU, Afeganistão lidera lista, com 2,7 milhões de refugiados, seguido pelo Iraque, com 1,4 milhão

GENEBRA – Um total de 800 mil pessoas fugiram de seus países de origem em 2011, o maior número registrado nos últimos 11 anos, segundo o informe do escritório do Alto Comissionado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), divulgado nesta segunda-feira, 18. Continuar lendo