10 lições da Finlândia para a educação brasileira

Os finlandeses têm reconhecidamente um dos melhores sistemas educacionais do mundo. Confira 10 itens que fizeram a diferença por lá. A questão é saber se funcionariam no Brasil

Bandeiras da Finlândia: o país tem um dos melhores sistemas educacionais do mundo, mas fica a dúvida de até que ponto o Brasil poderia copiá-lo

São Paulo – “Educação faz parte da nossa cultura”, explica a diretora do Ministério da Educação e Cultura da Finlândia, Jaana Palojärvi. A diretora chega ao Brasil como representante de um dos sistemas educacionais mais reconhecidos do mundo, com alunos se destacando nas primeiras posições da principal avaliação internacional de estudantes, o Pisa.

Continuar lendo

Livres para pensar

*Raquel Munayer

Joãozinho gosta de desenhar, Pedrinho é bom em Matemática e Clarinha arrebenta no Português. Porém, todos eles, independente de suas capacidades e interesses, terão de ter um aproveitamento mínimo de 60% na prova de Biologia. O sistema parece injusto e atire a primeira pedra quem nunca se perguntou “Para que estou aprendendo isso?”

Chegamos à escola como um pedaço de pano, e os professores trazem suas linhas e agulhas para bordarem em nós as experiências e o conhecimento que nos transformarão em quem seremos no futuro. A questão é: até que ponto podemos opinar no que será bordado? É sabido que os professores necessitam da colaboração dos alunos para que o processo de aprendizagem seja completo e bem-sucedido, já que é difícil fazer um bordado bonito em um pano que insiste em lhe escapar das mãos. Porém, que tipo de conhecimento é esse que o sistema educacional nos oferece? Continuar lendo