Livres para pensar

*Raquel Munayer

Joãozinho gosta de desenhar, Pedrinho é bom em Matemática e Clarinha arrebenta no Português. Porém, todos eles, independente de suas capacidades e interesses, terão de ter um aproveitamento mínimo de 60% na prova de Biologia. O sistema parece injusto e atire a primeira pedra quem nunca se perguntou “Para que estou aprendendo isso?”

Chegamos à escola como um pedaço de pano, e os professores trazem suas linhas e agulhas para bordarem em nós as experiências e o conhecimento que nos transformarão em quem seremos no futuro. A questão é: até que ponto podemos opinar no que será bordado? É sabido que os professores necessitam da colaboração dos alunos para que o processo de aprendizagem seja completo e bem-sucedido, já que é difícil fazer um bordado bonito em um pano que insiste em lhe escapar das mãos. Porém, que tipo de conhecimento é esse que o sistema educacional nos oferece? Continuar lendo

Cartilha anti-corrupção: pegue a sua!

Raquel Munayer*

A juventude está se rebelando. Não suporta mais a impunidade, não quer mais fechar os olhos para o que se passa por baixo dos panos. Não quer mais manter os braços cruzados diante destes senhores, com seus ternos bem-cortados e discursos complicados, que detêm o poder de decidir o destino daqueles que se arrastam, imploram, sobrevivem.

Lembro-me da imensa quantidade de comentários, vídeos e matérias que circularam pela rede na época das eleições, parecia ser o único assunto a ser discutido, como se, por um momento, nada mais importasse. E os que não se ocupavam com isto, não cumpriam seus deveres como cidadãos. Foi naquela época que escrevi a cartilha, e como não tinha blog, ficou na gaveta. Continuar lendo

Mídia, para que te quero!

Raquel Munayer*

Olá leitor! Como foi o seu dia hoje? Acordou e já ligou a TV no telejornal favorito enquanto se arrumava? Folheou o jornal enquanto tomava o café? Ouviu as notícias no rádio a caminho do trabalho? Checou seu e-mail e redes sociais assim que chegou?

Parece exagero, mas milhões de pessoas no mundo todo fazem isso diariamente. Antes das 10hrs da manhã, já foram bombardeados com todos os tipos de crises, maravilhas, acidentes, promoções, desgraças e novidades disponíveis no mercado midiático. Na verdade, vou reformular a minha frase. Não apenas parece, mas É exagero. Já sei o que você está pensando, leitor: “Mas eu só dou uma olhada rápida”, “só checo as notícias principais” ou, a pior de todas, “assisto TV/leio o jornal para relaxar”. O resultado não poderia ser mais óbvio: STRESS. Continuar lendo

Marketing – Imperialismo no Século XXI

Raquel Munayer*

“Mamãe, quando eu crescer, quero ser médico”, diz o garoto. “Hum , que legal, filho”, diz a mãe enquanto pensa quanto anos irão levar até que ele se dê conta de que não terá interesse em salvar o mundo, mas sim, a si mesmo. Crianças são assim, ficam magoadas quando descobrem que existem pessoas doentes e infelizes, principalmente quando são outras crianças, e imediatamente colocam a cabecinha para trabalhar, bolando planos para solucionar os problemas do mundo. “Eu vou ser médico, assim posso curar todas as crianças doentes que existem”, pensou o garoto. Não é à toa que os pequenos costumam escolher profissões nobres. E é exatamente por este motivo que você não irá escutar de uma criança que seu sonho é ser Publicitário. Continuar lendo