Israel mantém 2.000 refugiados africanos em cadeia no deserto

Imigrantes sem papeis não têm direitos reconhecidos por governo isralense; temperatura em Saharonim chega a 40 graus

Presos ficam em barracas e mulheres não recebem visitas médicas em Saharonim

Na prisão de Saharonim, que fica no deserto do Negev, no sul de Israel, se encontram homens, mulheres e crianças do Sudão e da Eritreia, que tentaram entrar no país a pé, através da península egípcia do Sinai.

Continuar lendo