Um teste para a democracia turca

Repressão brutal e postura arrogante do primeiro-ministro colocam em dúvida as credenciais democráticas do regime islamista do AKP

Manifestantes começaram a deixar a praça Taksim, em Istambul, neste domingo 2. Atrás, ficou um rastro de destruição do confronto com a polícia

O regime democrático da Turquia foi submetido a um teste importante neste fim de semana. E o resultado não foi nada bom para o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdoğan, em seu terceiro mandato, e o AKP, partido islamista que governa a Turquia desde 2001. Continuar lendo