A China envelhece: asilo em Pequim tem fila de espera de décadas

Mudanças provocadas pela Política do Filho Único e o crescimento econômico desequilibrou relação familiar

A Casa de Bem-Estar Social N.1, a mais famosa instituição para o cuidado de idosos da capital chinesa, está com sua capacidade lotada. Há mais de dez mil pessoas na lista de espera por um dos 1,1 mil leitos disponíveis, o que faz com que a obtenção de uma vaga possa ultrapassar o tempo de vida dos candidatos.

O motivo para a superlotação se concentra na transformação econômica pela qual o país passa desde a época da reforma de 1979. A lei do filho único estabelecida naquele ano diminuiu as famílias; a mobilidade social advinda com o processo de urbanização separou os filhos de seus pais, que foram deixados em seus vilarejos na zona rural e a inserção das mulheres no mercado de trabalho impossibilitou que as noras cuidassem de seus sogros, como manda a cartilha cultural mandarim baseada na filosofia de Confúcio.

Continuar lendo

Marxismo e natureza humana

Para argumentar que capitalismo é inevitável, seus defensores associam ser humano a cobiça, rivalidade e ostentação. Marx desmontou tal crença

Por Valério Arcary, editor do Blog Convergência

Se se entende que toda transgressão contra a propriedade, sem entrar
em distinções, é um roubo, não será um roubo toda a propriedade privada?
Acaso minha propriedade privada não exclui a todo terceiro desta propriedade?
Não lesiono com isso, portanto, seu direito de propriedade? [1]

Karl Marx, Os debates na Dieta Renana sobre as leis castigando os roubos de lenha

O argumento que defende a justiça da propriedade privada foi sempre a pedra angular do liberalismo. Se o direito à propriedade privada fosse ameaçado, argumentaram os liberais, a liberdade seria destruída. Se a possibilidade de acumulação ilimitada de capital fosse reduzida, ou o direito de herança condicionado, as restrições à busca do enriquecimento teriam conseqüências catastróficas: o crescimento econômico seria sacrificado, a inovação tecnológica inibida e o espírito de iniciativa amputado. A sociedade estaria condenada ao atraso, à estagnação e até à preguiça.

Continuar lendo