O protesto, a baderna e o resto

Não há nada de interessante no ‘despertar do gigante’. Na verdade, ele só despertará mesmo se mudarem as caras dos manifestantes e os meus vizinhos começarem a reclamar da falta de dinheiro. O que me incomoda, fora o discurso da mídia conservadora, é que tem uma brisa fascista circulando pelo Brasil. Por Najar Tubino, de Porto Alegre

Najar Tubino

Porto Alegre – Vou começar pelo resto. Dia 20 de junho, uma quinta-feira, pensei em assistir a um filme na Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre. Quinta é o dia da promoção – R$5,00 por cabeça. Continuar lendo

Não há um “movimento” em disputa, mas uma multidão sequestrada por fascistas

Uma multidão sem representantes, cuja direção (rumo) parece ter sido sequestrada por grupos de extrema-direita e passa a atacar instituições públicas, partidos políticos e manifestantes de esquerda, não só não me representa como passa a ser algo a ser combatido politicamente.

Marco Aurélio Weissheimer

O que começou como uma grande mobilização social contra o aumento das passagens de ônibus e em defesa de um transporte público de qualidade está descambando a olhos vistos para um experimento social incontrolável com características fascistas que não podem mais ser desprezadas. Continuar lendo