Guerra esquecida: Iraque vive nova onda de violência com centenas de mortos

Cenário atual lembra os piores dias da violência sectária que, entre 2005 e 2007, matava uma média de três mil por mês

Nesta quinta-feira (30/05), foram 11. Somente nos últimos sete dias, 166. Levando em conta abril – o mês mais violento do ano –, mais de 700. Apesar de o número de mortos crescer de forma assustadora no Iraque, não se pode dizer o mesmo sobre a atenção mundial dada ao país, invadido pelos Estados Unidos há pouco mais de 10 anos.

Família iraquiana caminha em frente a praça de Bagdá onde pelo menos sete pessoas foram mortas e 34 ficaram feriadas

Continuar lendo