30 anos do MST e o ódio da mídia

Na semana passada, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, o MST, completou 30 anos de lutas. A mídia “privada” simplesmente omitiu este fato.

Altamiro Borges

Na semana passada, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, o MST, completou 30 anos de lutas. A mídia “privada” – nos dois sentidos da palavra – simplesmente omitiu este importante acontecimento histórico. Alguns jornais, como o oligárquico Estadão, que nasceu vendendo anúncios de trabalho escravo no século retrasado e sempre foi um raivoso inimigo das mobilizações sociais, até publicou um editorial com seus velhos ataques ao MST. Já a impressa alternativa, com seus escassos recursos – o governo prefere bancar anúncios na mídia ruralista –, procurou destacar a prolongada e vitoriosa trajetória deste movimento civilizador e discutir com seriedade os seus futuros desafios. Continuar lendo

Mapa da concentração da terra na América Latina

Ana Lúcia Nunes

Reivindicar o direito à terra, em primeiro lugar. Para Mariátegui* fazer nota, o problema fundamental é o direito à terra. Nessa edição de AND, oferecemos um mapa da concentração da terra em alguns países da América Latina

Camponês equatoriano. O latifúndio ocupa a maioria absoluta das terras do continente

Camponês equatoriano. O latifúndio ocupa a maioria absoluta das terras do continente

Em Sete ensaios de interpretação da realidade peruanaMariátegui defendia que o primeiro direito a reivindicar, antes mesmo que o direito à educação, cultura, progresso, amor ou céu, era a terra. Quase um século depois, os dados confirmam que o direito à terra segue como a demanda fundamental dos povos da América Latina. Continuar lendo