Powerpoint é só o começo: 7 dicas para uma apresentação impecável

Apresentações são um tema recorrente aqui no Efetividade.net, por uma razão simples: a necessidade de realizá-las é cada vez mais comum, e o despreparo de muitos palestrantes faz com que cada vez mais pessoas busque aperfeiçoar suas habilidades nesta área, para não fazer feio quando chegar a sua vez.

          No artigo “Criando apresentações efetivas – e mantendo a platéia acordada“, já tratamos de dicas para criar apresentações de boa qualidade, das quais a regra dos 10/20/30 (não mais que 10 slides, não mais do que 20 minutos, nenhuma fonte com tamanho menor que 30) certamente é a mais importante para quem busca a perfeição na transmissão da mensagem.

          No artigo “Criando apresentações efetivas – e mantendo a platéia acordada“, já tratamos de dicas para criar apresentações de boa qualidade, das quais a regra dos 10/20/30 (não mais que 10 slides, não mais do que 20 minutos, nenhuma fonte com tamanho menor que 30) certamente é a mais importante para quem busca a perfeição na transmissão da mensagem

          Já o artigo “10 dicas: Como NÃO fazer uma excelente apresentação” mostra o reverso da medalha, tratando dos erros mais comuns em apresentações, e como você pode evitá-los.

          E hoje vamos tratar de algumas dicas que vão além dos slides em si. Como agir e se portar para melhorar a sua chance de fazer uma apresentação matadora no sentido figurado – e não no sentido literal 😉

Vamos às 7 dicas, algumas das quais foram selecionadas no artigo 18 Tips for Killer Presentations:

 Vá devagar: palestrantes inexperientes inconscientemente aceleram seu ritmo para tentar compensar suas preocupações e até mesmo a eventual inclusão de conteúdo além do necessário. Fale devagar, e não “corra” os slides. E leve isso em conta na hora de definir o conteúdo!

 Coloque a parte importante no início: Quantas vezes você já viu um palestrante ou professor cometer o erro de deixar a parte mais importante para o final, aí acabar gastando com os assuntos iniciais mais tempo do que havia planejado, ficando sem tempo para apresentar com qualidade o “filé mignom” do seu tema? Apresentação não é novela, você não precisa guardar as surpresas para o final. Reduza a introdução e vá direto ao ponto, detalhando e fundamentando depois.

 Fale para fora: Você precisa ser ouvido. Fale em voz alta o suficiente, pratique antes com o microfone, faça o que for necessário para poder ser ouvido com conforto e sem esforço.

 Chegue CEDO: BEM cedo! Montar sua estrutura, copiar os arquivos para o micro conectado ao projetor, testar para ver se está tudo certo, corrigir os eventuais problemas, se ambientar… Você tem uma série de atividades a desempenhar antes do início da palestra, e o momento de realizá-las não é depois que o auditório já lotou.

 Não peça desculpas antecipadas: Não “chore pitangas”, como se diz aqui no Sul. Quando um apresentador inicia sua palestra pedindo desculpas por estar nervoso, por não ter preparado uma apresentação mais adequada ao público a que se dirige, por sua voz às vezes falhar ou por qualquer outra circunstância ainda não ocorrida, ele chama a atenção para esta situação e *garante* que o público irá notar. Não faça. Por outro lado, se você cometer um erro ou estiver em situação extrema – afônico, por exemplo – aí sim é o caso de se desculpar imediatamente.

 Saiba ganhar tempo – Treine com antecedência a sua atitude diante de perguntas do público, para não fazer como a maioria dos palestrantes de primeira viagem, que mandam logo um longo “Ééééééé…” de 15 segundos, seguido do insuportável “Veja bem”. Comentar a pergunta em si, no estilo “Esta é uma ótima pergunta, e eu fico feliz que tenha surgido agora, porque ajuda a trazer o tema mais perto da realidade de vocês” é uma estratégia eficaz para ganhar os segundos que você precisa para concatenar em sua mente a resposta em si. Mas pratique antes, porque na hora precisa fluir naturalmente.

 Divirta-se: No começo é difícil, mas a possibilidade de divertir-se preparando e fazendo uma apresentação aumenta com o tempo, conforme você vai ficando menos mecânico e mais natural. Descubra onde estão suas limitações e resolva-as, de forma a poder aproveitar melhor as excelentes oportunidades que são as apresentações.

          Agora é a sua vez! Quais as suas dicas não relacionadas diretamente aos slides do Powerpoint (ou do OO Impress) para obter melhores resultados em apresentações?

Fonte: http://www.geomundo.com.br/sala-dos-professores-20115.htm 

Um pensamento sobre “Powerpoint é só o começo: 7 dicas para uma apresentação impecável

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s