Pirâmide maia de 2.300 anos é destruída para criar uma nova estrada

Autoridades de Belize, na América Central, confirmaram que uma escavadeira destruiu uma das maiores pirâmides maias do país. Jaime Awe, chefe do Instituto de Arqueologia de Belize,  disse que o templo Noh Mul foi destruído quando operários de uma empreiteira buscavam cascalho para preencher buracos na estrada antes de ela ser pavimentada.

A pirâmide de 2.300 anos de idade sobreviveu à mãe natureza, mas não ao homem. A polícia diz que está investigando o incidente, mas arqueólogos belizenhos dizem que esta não é a primeira ocorrência de um incidente desse tipo. “A destruição de montes maias para preenchimento de estradas é um problema endêmico em Belize”, diz o professor Normand Hammond.

Em vistoria nesta terça-feira, os arqueólogos encontraram o monumento praticamente destruído, com apenas um pequeno pedaço da pirâmide de pé. A pirâmide fica em terras privadas, de controle de uma empresa de cana-de-açúcar, mas segundo o governo do país os artefatos arqueológicos são protegidos por lei e não poderiam ter sido destruídos.

O ministro de Recursos Naturais do Belize, Gaspar Vega, divulgou nota dizendo que o governo não teve responsabilidade na destruição. O Ministério do Turismo iniciou uma investigação do caso.

“Monumentos culturais como Nohmul são artefatos sagrados na história de Belize e devem ser protegidos a todos os custos. Isso mostra desdém pelas nossas leis e políticas”.

Fonte: AP

Fonte: http://www.engenhariae.com.br/meio-ambiente/piramide-maia-de-2-300-anos-e-destruida-para-criar-uma-nova-estrada/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s