Após obras de Belo Monte, Altamira enfrenta insegurança e alta de preços

Terra Indígena do povo Arara da Volta Grande do Xingu, que vive na "área de influência" de Belo Monte.

Terra Indígena do povo Arara da Volta Grande do Xingu, que vive na "área de influência" de Belo Monte.

Lunaé Parracho
Especial de Altamira (PA)

 

Em 3 de Janeiro, foi publicada do Diário Oficial, pela ANEEL, a última desapropriação de terras para a construção de Belo Monte, uma declaração de utilidade pública para uma área 282,3 mil hectares no Pará. A declaração foi solicitada pela Norte Energia, empresa responsável pelo empreendimento, que na prática ficou autorizada a remover e “reassentar” ribeirinhos, índios e moradores de Altamira. Este é considerado um dos pontos mais polêmicos no projeto da usina, com o cadastro de famílias instaladas em áreas de interesse dos empreendedores sendo feito sem o devido esclarecimento da população local. Continuar lendo

Pena de morte: em menos países, mais execuções

Manifestantes protestam contra a pena de morte na Geórgia, nos Estados Unidos (21/09/2011)

Manifestantes protestam contra a pena de morte na Geórgia, nos Estados Unidos (21/09/2011)

Um relatório da Anistia Internacional revela que em 2011 apenas vinte Estados adotavam a pena máxima — mas o número de vítimas superou duas por dia

Por Natasha Pitts, na Adital

A quantidade de países que aplicam a pena de morte diminuiu em até um terço se comparado com as cifras de dez anos atrás, mas o número de execuções aumentou assustadoramente no ano passado. A constatação foi da Anistia Internacional (AI), organização que acompanha o desenrolar deste problema no mundo todo em um relatório anual de condenações a morte e execuções. Continuar lendo

BRICS vão criar banco paralelo ao FMI

Na próxima semana em Nova Delhi, na 4ª cimeira do grupo das cinco potências emergentes, vai ser proposta a criação de um banco de desenvolvimento

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, anfitrião em Nova Delhi da 4ª Cimeira dos BRICS – o novo bloco geopolítico formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, apresentará dia 29 de março aos quatro presidentes convidados a proposta de criação de um banco de desenvolvimento. Continuar lendo