Hora de cuidar das doenças esquecidas

Num encontro internacional, laboratórios públicos do Sul formam rede que tentará produzir medicamentos contra enfermidades que não “interessam” às transnacionais

Num encontro internacional, laboratórios públicos do Sul formam rede que tentará produzir medicamentos contra enfermidades que não “interessam” às transnacionais

Por Fabiana Frayssinet

O surgimento de economias emergentes na América Latina é uma oportunidade para melhorar as estratégias de combate a doenças esquecidas e ampliar sua contribuição à luta mundial contra elas, afirmou o diretor regional da Iniciativa Medicamentos para Enfermidades Esquecidas (DNDi), Eric Stobbaerts. Continuar lendo